Alguns casais enfrentam algumas dificuldades quando decidem que é hora de ter um filho, e nesse momento logo vem à cabeça que a culpa pode ser de possíveis doenças ginecológicas. Porém, o que poucas pessoas sabem, é que o estilo de vida e fatores externos podem influenciar na fertilidade da mulher.

Abaixo listamos alguns fatores, entre eles uns inusitados, que provavelmente você não sabia que afetam negativamente na tentativa de uma gestação:

– Magreza excessiva: assim como a obesidade, estar muito abaixo do peso prejudica a produção hormonal, podendo levar a alterações do ciclo menstrual e, consequentemente à infertilidade.

– Tabagismo: fumar leva à diminuição da produção de óvulos, reduzindo a reserva ovariana, podendo causar danos permanentes aos ovários.

– Estresse: a saúde psicológica está intimamente relacionada às taxas hormonais que afetam as funções do ovário, além disso, o estresse pode dificultar tratamentos de reprodução assistida.

– Atividade física em excesso: a disfunção menstrual é um problema causado pelo excesso de exercícios físicos. Mulheres com baixo índice de gordura corporal têm níveis alterados de leptina, um hormônio fundamental para a manutenção da fertilidade.

Núcleo Santista de Reprodução Humana | Há mais de 25 anos ajudando a gerar vidas.