Quando um casal tem problemas para ter um bebê, há uma chance de 50% que o homem possa ter algum problema para que a gravidez ocorra. Ele pode:

  • Produzir poucos espermatozoides para fertilizar um óvulo;
  • Seu esperma não possui espermatozoides de forma adequada e/ou não se movem da maneira que deveriam;
  • Ter um bloqueio em seu trato reprodutivo que impede o esperma de sair.

Caso você tenha algum problema de fertilidade, o seu médico executará uma análise completa de seu histórico, bem como vários testes para descobrir o que pode estar causando a sua infertilidade.

 

O Espermograma

O espermograma é provavelmente o primeiro teste que será solicitado para você.

O sêmen é o fluido liberado quando um homem tem um orgasmo, ele carrega os espermatozoides em fluidos para sua nutrição e proteção. Você normalmente será solicitado a fornecer uma amostra de sêmen por masturbação em um frasco de vidro esterilizado. Se a masturbação não é culturalmente aceitável, o seu médico pode fornecer-lhe com um preservativo especial em que para coletar o sêmen durante a relação sexual.

A análise do material fornece várias informações sobre a quantidade e a qualidade do sêmen e dos espermatozoides que ele contém. Alguns fatores analisados são:

  • O volume do sêmen produzido (Volume);
  • O número total de espermatozóides na amostra de sêmen (contagem total);
  • O número de espermatozóides em cada mililitro de sêmen (concentração);
  • A porcentagem de espermatozoides que estão se movendo (motilidade);
  • Se os espermatozoides estão na forma correta (morfologia).

A análise também pode sugerir, se você possui alguma infecção no seu sistema reprodutivo.

A análise da amostra de sêmen deve ser realizada até uma hora após a coleta, que geralmente ocorre no consultório do médico. Você provavelmente precisará realizar duas visitas para fornecer amostras em dois dias diferentes com mais de duas semanas de intervalo, porque amostras de uma mesma pessoa pode variar em dias diferentes. Coletando duas amostras torna-se mais fácil dizer se algo está realmente errado. Pode ser que seja solicitado para não ocorrer a ejaculação de 2 a 5 dias antes de coletar a amostra para o exame.

 

Os níveis hormonais e a reprodução

Produtos químicos importantes em seu corpo, chamados hormônios, controlam a produção de espermatozoides. Eles também afetam seu interesse em sexo e sua capacidade de ter relações sexuais. A quantidade desses hormônios pode causar problemas com a produção de espermatozoides ou dificuldade para ter relações sexuais. Dois hormônios importantes para a reprodução são hormônio folículo-estimulante (FSH) e a testosterona (T). O seu médico pode pedir exames de sangue para verificar se você tem a quantidade certa desses hormônios. Se indicado, o seu médico pode verificar outros níveis hormonais, incluindo hormônio luteinizante (LH), estradiol e prolactina.

Outros testes (podem não ser necessários na maioria dos homens)
Se os resultados do teste de análise de sêmen não estão normais, pode ser preciso realizar mais testes por seu médico ou você pode ser encaminhado para um urologista. Estes testes irão mostrar:

  • A quantidade de espermatozoides vivos em seu sêmen;
  • Se seus espermatozoides possuem anticorpos anexados a eles, tornando mais difícil sua movimentação correta (anticorpos anti-espermatozóide);
  • Descoberta de infecção ou inflamação que afetam seu sêmen (teste de peroxidase e cultura de sêmen).

Mais testes (não serão necessários para a maioria dos homens)
Se você já realizou os testes descritos acima, mas o seu médico ainda não sabe por que você está com problemas, alguns testes adicionais podem ser necessários. Estes testes irão informar o seu médico:

  • Se a camada exterior do espermatozoide está quebrada ou intacta (hipo-osmótico);
  • Se os seus espermatozoides estão se movendo da maneira que deveriam (análise do sêmen assistida por computador);
  • Análise do DNA de seu espermatozoide, se está quebrado ou frágil (teste de DNA espermático).

Caso sua produção de espermatozoides seja reduzida (ou se você não produz), o seu médico pode querer realizar um teste genético para ver se há alguma coisa anormal com os seus genes que torna impossível para você produzir espermatozoides. Estes testes também podem revelar se há um problema que você poderia passar para uma criança. Estes testes irão informar o seu médico:

  • Se o seu espermatozoide tem o número correto de cromossomos (aneuploidia testes de esperma);
  • Se você tem um defeito cromossômico (análise cromossômica e / ou testes de eliminação do cromossomo Y);
  • Se nenhum espermatozoide é visto (determinar se os tubos estão intactos esperma ou realizar uma biópsia dos testículos).

Nenhum teste de sêmen pode prever totalmente a fertilidade. Nem todos os testes descritos acima são realizados para um determinado caso. Cada caso possui sua particularidade.