“Após várias tentativas sem êxito de engravidar, você e o seu parceiro resolvem recorrer às técnicas de Reprodução Assistida.” Se você se identificou com essa afirmação, continue lendo.

Já publicamos nesta página as etapas no processo do tratamento da Inseminação Artificial, e hoje vamos te mostrar como funciona a Fertilização In Vitro (FIV), um dos métodos mais utilizados:

  1. Estímulo e Monitoramento da produção de óvulos: São utilizados medicamentos para estimular o crescimento e o momento do amadurecimento dos óvulos. A cada 2 dias, em média, são feitos ultrassons.
  2. Aspiração de óvulos: Alguns dias após a primeira etapa, é realizado um pequeno procedimento cirúrgico minimamente invasivo para coletar os óvulos maduros. No mesmo dia, os espermatozoides do parceiro (ou de um doador) também devem ser colhidos.
  3. Formação dos embriões: O embriologista recebe os materiais para dar continuidade ao tratamento através de um processo chamado fertilização. Trata-se do contato dos óvulos com os espermatozoides em incubadoras no laboratório, formando então os embriões.
  4. Transferência embrionária: Em um período de três a cinco dias os embriões são transferidos para o útero da paciente para a tentativa de gravidez. Agora é só torcer para a tão desejada gravidez!

Núcleo Santista de Reprodução Humana | Há mais de 25 anos ajudando a gerar vidas.