Como posso determinar se estou no peso ideal para engravidar?

Uma das maneiras mais fáceis de determinar se você está abaixo do peso ou com excesso de peso é determinar o Índice de Massa Corporal (IMC). Há muitas calculadoras disponíveis on-line (termo de busca: calculadora IMC). Você terá que digitar o seu peso e altura para calcular seu IMC. (As tabelas irão converter sua altura e peso em quilogramas e metros e, então, expressar o IMC como kg/m2).

 

O que é um IMC normal?

Um IMC entre 19 e 24 é considerado normal; menos de 19 é considerado abaixo do peso. Um IMC entre 25 e 29 é considerado sobrepeso e maior que 30 coloca você na categoria de obesos.

 

Como o IMC pode afetar a fertilidade?

Muitas mulheres nas categorias de baixo peso, sobrepeso e obesas não terão um problema de engravidar, mas mulheres fora do seu peso ideal podem sofrer problemas com a ovulação. Isto pode levar a problemas com a fertilidade.

Um IMC de 18,5 ou menos (abaixo do peso) pode causar ciclos menstruais irregulares e também pode ocorrer uma falha na ovulação (liberação de um óvulo do ovário). Um IMC de 17,5 ou menos pode indicar um distúrbio alimentar. Mulheres com número menor do IMC normal devem passar pelo médico para descobrir esse baixo peso, falando sobre exercícios, alimentação e produção de hormônios.

Um IMC na faixa de obesidade pode também conduzir a ciclos menstruais irregulares e ovulação irregular. As mulheres com um IMC superior a 29 devem consultar um médico para uma avaliação do estado hormonal relacionada à ovulação. Uma visita ao médico também pode ajudar a identificar outras doenças associadas à obesidade que possuem impacto na gravidez como, por exemplo, uma possível doença da tireoide, resistência à insulina ou diabetes tipo 2. As mulheres obesas que têm ciclos de ovulação normais ainda têm menores taxas de gravidez do que mulheres com peso normal.

 

Será que a obesidade afeta a chance de engravidar com o tratamento e ter um bebê saudável?

Embora nem todos os relatórios demonstrarem isso, há evidências de que a obesidade reduz as taxas de sucesso de fertilização in vitro (FIV). Em alguns estudos, houve uma maior taxa de aborto espontâneo em mulheres obesas e também há uma quantidade crescente de evidências de que muitas complicações da gravidez para a mãe (diabetes gestacional, pré-eclâmpsia,) e seu bebê (defeitos de nascimento) são aumentadas. Além disso, as mulheres obesas têm uma chance maior de uma cesariana para o parto.

 

Existem problemas de fertilidade em homens obesos?

A obesidade em homens pode ser associada a alterações nos níveis de testosterona e outros hormônios importantes para a reprodução. A baixa contagem de espermatozoides e a baixa motilidade também podem ser encontradas com mais frequência em homens com sobrepeso e obesos.

 

O que posso fazer para atingir um IMC normal, se eu estou na categoria obeso?

Você primeiramente deve consultar um médico, ele irá considerar todos os fatores, incluindo sua idade, a taxa de infertilidade possível e, em seguida, fazer uma recomendação para perda ou não de peso antes de tentar engravidar. Alterando sua dieta e estilo de vida (por exemplo, exercício) é frequentemente o primeiro plano de tratamento. As mulheres com obesidade mais grave podem ser candidatas para a terapia médica. A cirurgia bariátrica é o tratamento mais eficaz para a perda de peso em mulheres com um IMC superior a 40.

 

Se eu possuo infertilidade devido a Síndrome do Ovário Policístico (SOP), existe algum tratamento adicional que posso tentar?

A SOP é uma condição muito comum em mulheres jovens (cerca de 8% a 10%). Nem todas as mulheres com esse problema se devem ao excesso de peso, mas muitas mulheres com SOP têm sinais de resistência à insulina e / ou obesidade. Uma dieta com baixa ingestão de caloria e exercícios físicos regulares podem levar a perda de peso, ciclos menstruais regulares e ovulação.