A vasectomia é atualmente um dos métodos mais comuns de esterilização.

Após a vasectomia, se mudar de idéia sobre ter filhos, existem dois procedimentos que podem ajudá-lo a ter um filho. As duas opções são: a reversão de vasectomia ou aspiração de espermatozóides antes da fertilização in vitro (FIV). O seu médico pode ajudá-lo a escolher qual procedimento é melhor para você e sua parceira com base em:

  • Quanto tempo passou desde a sua vasectomia;
  • Sua idade;
  • O número de filhos que você quer;
  • O custo do procedimento;
  • Como você gostaria de conceber uma criança, naturalmente ou através da fertilização in vitro.

 

Quais são os primeiros passos que devo tomar?

A primeira coisa a se fazer é consultar um urologista, ele é o médico que se especializou no cuidado dos órgãos reprodutivos do homem. Seu urologista terá o seu histórico médico e irá fazer um exame físico para se certificar de que você não tem outros problemas de saúde que poderiam afetar a sua fertilidade. Sua parceira também deve procurar o seu médico (ginecologista) para ter certeza de que ela não tem problemas de fertilidade.

 

O que acontece em um procedimento de reversão de vasectomia?

Existem dois tipos de procedimentos de reversão de vasectomia. O procedimento utilizado depende da área do trato reprodutor masculino que foi bloqueado durante o procedimento de vasectomia original.

A vasovasostomia reconecta as duas extremidades dos canais deferentes. O ducto deferente é um tubo que transporta o esperma para fora do testículo. Você tem dois canais deferentes, cada um dos lados direito e esquerdo dos testículos. Ambos os canais deferentes foram cortados durante a sua vasectomia para impedir o esperma de misturar com o sêmen.

A vasoepididímiostomia reconecta o epidídimo para os canais deferentes. O epidídimo é um segmento em espiral dos canais deferentes, onde ficam os espermatozóides maduros. Esta cirurgia é utilizada quando uma vasovasostomia não é possível devido a bloqueios causados pela vasectomia.

O seu médico irá decidir qual procedimento é melhor para você durante a cirurgia. Ambos os tipos de reversão de vasectomia podem permitir a você e sua parceira terem um bebê naturalmente através de relações sexuais.

 

Como é aspirado o esperma antes de um ciclo de fertilização in vitro?

Durante este procedimento, o seu médico aspira delicadamente o esperma de seus testículos. Este procedimento é geralmente realizado sob anestesia local ou sedação no consultório.

Uma pequena agulha é usada para remover o esperma diretamente a partir de cada vaso deferente perto do testículo, ou mesmo diretamente a partir de cada um dos testículos.

O esperma é então utilizado para fertilizar óvulos da sua parceira em um laboratório usando a Fertilização In Vitro. O esperma pode ser aspirado no dia do procedimento de FIV ou ele pode ser removido com antecedência e congelado para um procedimento de FIV futuro. Quando a quantidade de esperma é pequena, não é recomendado o seu uso para a inseminação artificial.

Quando este método é utilizado juntamente com a Fertilização In Vitro, é altamente bem sucedida, especialmente se a mulher possuir menos de 35 anos de idade. Existem várias outras vantagens para este método. Isso pode significar uma maior agilidade no tempo para a sua parceira conseguir engravidar e você não terá que usar outro método anticoncepcional após uma gravidez bem sucedida. Também é um procedimento menos invasivo para o parceiro masculino. Existem algumas desvantagens: é mais caro e se mais do que um único embrião é transferido, o casal pode ter mais do que uma criança ao mesmo tempo. Ele também é um procedimento mais invasivo para a parceira, e o procedimento pode ter de ser repetido, se você quiser ter mais filhos.