Para encerrar a nossa série de publicações sobre o Outubro Rosa, hoje vamos falar especificamente sobre a amamentação pós tratamento do câncer de mama.

É importante mencionar que é proibida a gravidez durante a quimioterapia, pois pode resultar na má formação do bebê. Neste período, é importante estar atenta quanto aos métodos contraceptivos para evitar a gestação.

Então vamos lá. Se o câncer atingiu apenas uma das mamas, a outra pode amamentar normalmente, uma vez que não foi alvo direto do tratamento. Quando é realizada a mastectomia, é necessário retirar toda a mama e os ductos mamários, desta forma, a mama perde a capacidade de produzir leite.
Entretanto, os tratamentos radioterápicos podem lesionar as células que produzem o leite, dificultando a amamentação.

Em qualquer situação, o melhor é sempre conversar com seu médico, apenas a equipe que acompanhou o seu tratamento poderá orienta-la adequadamente.