Quando o abdômen sofre algum dano devido a alguma doença ou cirurgia, as aderências (tecido cicatricial) podem se formar. As aderências são faixas de tecido cicatricial que podem se formar entre os órgãos abdominais (útero, trompas, ovários, intestino) e/ou entre esses órgãos e a parede do abdômen. Dependendo da sua localização, essas aderências podem tornar as chances de engravidar mais difíceis e também podem causar obstrução intestinal ou dor. Se você tiver qualquer uma destas condições, o seu médico pode suspeitar que você possua aderências.

Muitas vezes a cirurgia é necessária para diagnosticá-las e tratá-las.

 

As causas das aderências

As principais doenças e infecções que podem causar aderências são: endometriose, diverticulite (inflamação do cólon), apendicite, colecistite (inflamação da vesícula biliar), e doença inflamatória pélvica (condição causada principalmente por uma doença sexualmente transmitida). Quanto mais sua doença tenha progredido, pior as adesões podem ser.

A cirurgia pode causar aderências. Se o tecido em seu abdômen não é saudável antes da sua cirurgia, pode ser mais propenso a ter aderências após a cirurgia.

A cirurgia minimamente invasiva pode causar menos danos no tecido, porque o cirurgião só realiza algumas pequenas aberturas e usa uma câmera para ver seus órgãos internos e a cavidade abdominal. Algumas pessoas são mais susceptíveis do que outras para ter adesões devido aos genes que herdam de seus pais.

Existem alguns produtos cirúrgicos que podem impedir o desenvolvimento de aderências. Se você precisar de uma cirurgia, converse com seu médico sobre se qualquer um destes produtos seria útil para você.

 

Complicações das aderências

  • Infertilidade e complicações na gravidez: As aderências que se formam nos ovários ou nas trompas de falópio podem fazer com que a infertilidade seja mais provável. Mulheres com aderências em torno de suas trompas de Falópio têm um risco maior de gravidez ectópica (tubária). As aderências que se formam dentro do útero podem contribuir para a infertilidade e abortos de repetição. Esses tipos de aderências são chamados de Síndrome de Asherman ou sinéquias uterinas.
  • Obstrução intestinal: Aderências envolvendo o intestino delgado podem parcialmente ou completamente bloquear sua abertura (obstrução intestinal). Dor: as adesões podem causar dor no abdômen ou pélvis, particularmente se elas movem algum órgão para longe do seu local normal ou se os fixam em uma posição anormal.

 

Diagnóstico e tratamento das aderências com cirurgia

A cirurgia pode ser a única maneira de confirmar a presença e a localização das aderências. Se você está com problemas para engravidar, o seu médico pode sugerir uma cirurgia minimamente invasiva para verificar se há aderências e removê-las caso sejam encontradas.