Se você não consegue engravidar depois de tentar por 6 meses, alguns testes podem ser feitos para lhe ajudar a encontrar a razão. O seu médico poderá testar os seus níveis hormonais, o sêmen de seu parceiro e seus órgãos reprodutivos (ovários, trompas, útero).

Durante um exame de seu útero, seu médico irá certificar-se de que não há nada que possa impedir o óvulo fertilizado (embrião) da implantação e posterior desenvolvimento.

 

Como o médico irá examinar meu útero?

Existem muitas maneiras diferentes que o médico pode usar para analisar o seu útero.

Ultrassom Vaginal: A sonda envia ondas sonoras para uma tela mostrando uma imagem ampliada das paredes e parte interna de seu útero, bem como seus ovários.

Histerossonografia: Este teste é um tipo especial de ecografia vaginal. Durante este teste, uma pequena quantidade de fluido estéril é colocado no útero através do colo uterino por meio de um pequeno tubo de plástico. Ele permite que o seu médico possa ver o espaço dentro do útero (cavidade) e sua forma. Este é um procedimento rápido geralmente feito no consultório do médico.

Histerossalpingografia (HSG): Este teste pode dar informação sobre as trompas de Falópio e o interior do útero. Uma pequena quantidade de um corante especial (que aparece em branco um raio-X) é colocado no seu útero através do colo uterino. Enquanto o corante é injetado, um raio-X é usado para mostrar o caminho do corante através dos tubos de Falópio e o útero. Este teste permite ao médico ver a forma da cavidade e ver se suas trompas de falópio estão abertas. Você pode ter cólicas leves, moderadas ou graves durante este procedimento.

Histeroscopia: O seu médico usa um pequeno telescópio ligado a uma câmera (o chamado histeroscópio) para olhar dentro de seu útero. O histeroscópio é passado através do colo do útero para o útero. O médico tem uma visão direta dentro de seu útero, que dá informações mais precisas sobre a cavidade. A histeroscopia é usada para diagnosticar e tratar determinados problemas. Ele pode ser feito no consultório com medicação leve para dor ou em um centro de cirúrgico sob anestesia.

 

Como é realizada histeroscopia?

Histeroscopia diagnóstica:

Ás vezes a histeroscopia é utilizada para diagnosticar uma condição dentro do útero. O médico irá colocar o histeroscópio através do colo para a cavidade uterina e como o histeroscópio está ligado a uma câmera, você e seu médico podem observar o processo em uma tela de monitor. Após o exame, geralmente, você pode retornar à sua atividade normal. Você pode ter um pouco de sangramento ou fluido aquoso saindo de sua vagina depois do exame.

Histeroscopia cirúrgica:

A Histeroscopia também pode ser utilizada para remover o tecido anormal que pode causar problemas de fertilidade ou sangramento na mulher. Por o histeroscópio que é usado durante uma operação ser ligeiramente maior do que o utilizado para o diagnóstico, a histeroscopia operatória é geralmente feita sob anestesia numa sala de operações de um hospital ou centro cirúrgico. O procedimento normalmente leva cerca de 1 hora e costuma haver muito pouco desconforto depois do exame.

 

O que um médico pode diagnosticas/tratar com a Histeroscopia?

Os pólipos endometriais são pequenos crescimentos do tecido que reveste o útero. Pólipos são comumente encontrados e podem afetar a fertilidade e podem causar sangramento anormal. Dependendo do tamanho e da localização, pólipos podem ser retirado no consultório médico ou em uma sala de operação através da Histeroscopia.

Miomas uterinos são tumores não cancerosos na parede do útero. Se eles estão no interior do útero, podem causar sangramento e / ou problemas com a fertilidade. Estes miomas podem ser removido usando um histeroscópio.

O tecido cicatricial no interior do útero (aderências) pode ser removido em um consultório médico ou na sala de cirurgia. Para evitar aderências de retornar, o seu médico poderá administrar uma medicação hormonal.

Septo uterino é um pedaço de tecido que divide ao meio o útero. É um tipo de anormalidade uterina que algumas mulheres nascem com e pode causar abortos espontâneos. Vulgarmente, um septo uterino é removido com a histeroscopia cirúrgica. Também poderá receber medicamento hormonal após o procedimento.

 

Quais são os riscos da histeroscopia?

As complicações da histeroscopia são raras. A maioria das mulheres terá algum sangramento após o procedimento. Hemorragia intensa deve ser comunicada ao seu médico. Como a histeroscopia é realizada utilizando fluido para distender o útero, há também um risco de absorver muito fluido do útero em seu sangue. Raramente, o histeroscópio perfura um buraco na parede do útero. Estes buracos são tipicamente pequenos e geralmente se curam sozinhos.