Por conta do envelhecimento, as mulheres podem encontrar dificuldades para engravidar e ter um bebê saudável. Elas produzem na vida cerca de 1 a 2 milhões de óvulos. A maioria deles morre naturalmente (assim como a forma como perdemos células da pele e do cabelo cada dia).

No momento em que uma menina atinge a puberdade, ela fica com cerca de meio milhão de óvulos. Quando ela fica mais velha, especialmente quando está perto dos 35 anos, os óvulos desaparecem mais rapidamente. Além disso, os que permanecem vivos são menos capazes de levar a diante uma gravidez saudável devido aos efeitos da idade sobre a qualidade dos óvulos.

Biologicamente, é mais fácil ficar grávida antes dos 30 anos. No entanto, devido a razões profissionais, sociais, ou de saúde, uma mulher pode não estar pronta para engravidar até essa idade e decide adiar a vinda do filho até o momento que ela considere certo. Compreendendo o efeito normal da idade na futura fertilidade, estas mulheres podem procurar tratamentos para remover e congelar seus óvulos para uso potencial no futuro.

 

O que o congelamento de óvulos envolve?

O processo de tratamento efetivo é semelhante à primeira parte da fertilização in vitro (FIV), técnica utilizada para tratar alguns pacientes com infertilidade.

Resumidamente, uma mulher teria de aplicar 10 a 12 dias de injeções diárias para fazer com que um grupo de óvulos se desenvolva e amadureça. Durante este tempo, o controle dos níveis de hormônio no sangue e ultrassons serão feitos para controlar a sua resposta aos medicamentos. Para remover os óvulos amadurecidos, a mulher teria, em seguida, que passar por um breve procedimento ambulatorial (em média 15 a 30 minutos) geralmente sob anestesia para colher os óvulos. Uma vez removidos e inspecionados por um cientista treinado – um embriologista- os óvulos utilizáveis podem ser congelados por tempo indeterminado.

 

Os meus óvulos congelados garantem que eu consiga engravidar?

Não. Mesmo nas mulheres mais jovens (ou seja, menos de 38 anos de idade), a chance de um óvulo congelado produzir um bebê no futuro é de cerca de 12% a 32%. Como as mulheres envelhecem e a qualidade dos óvulos diminui a taxa de gravidez por óvulos congelados abaixa ainda mais.

 

Existe uma idade máxima que eu possa congelar meus óvulos?

Antes de iniciar um ciclo de congelação, é preciso que a mulher fale com um especialista em fertilidade, que irá oferecer testes de rastreio (sangue e ultrassom) para determinar se o congelamento de óvulos é apropriado para ela.

Saiba que cada mulher é diferente a respeito dos efeitos da idade na sua fertilidade, algumas mulheres com 40 anos ainda não sofrem de infertilidade, no entanto, a maioria dos especialistas concorda que o congelamento de óvulos eletivos é mais bem sucedido para a mulher abaixo dos 38 anos de idade.

 

Se eu tiver óvulos congelados, posso atrasar até que eu fique muito mais velha?

Entendendo que os óvulos criopreservados não são uma garantia de uma futura gestação, a mulher deve começar a tentar engravidar assim que ela se sinta “pronta” e capaz.

Uma preocupação é a mulher possa sentir uma “falsa segurança” por ter óvulos congelados. Ela pode atrasar suas tentativas de engravidar até que fique bem mais velha (ao passo que ela pudesse tentar engravidar muito mais cedo se ela não tivesse congelado óvulos antes). Além de pensar sobre as taxas de sucesso do uso de óvulos congelados, mulheres também devem compreender os potenciais riscos médicos e preocupações psicossociais dos pais em idade avançada.

Muitos dos estudos que mostram gestações bem sucedidas com óvulos congelados observa que as mulheres congelaram seus óvulos na casa dos 20 ou início dos 30 anos. Outra preocupação entre os especialistas de fertilidade é que estas taxas de gravidez não serão tão elevadas para as mulheres que tentam congelar os óvulos com 30 ou até mesmo 40 anos

 

Será que o meu seguro médico cobre o congelamento do meu ovulo?

As maiorias dos planos de seguro não cobrem o congelamento dos óvulos. No entanto, para os pacientes com alto risco de menopausa prematura (antes dos 40 anos) ou pacientes que se submeteram a certos tratamentos de câncer, alguns seguros podem oferecer uma cobertura parcial ou completa.

 

Quais são os custos envolvidos?

Os custos podem ser divididos em três fases gerais:

  • A consulta, medicação e coleta de óvulos;
  • Armazenamento de óvulos até à sua utilização; (geralmente uma taxa anual);
  • A transferência dos óvulos para tentar a gravidez.

 

Pontos chaves:

  • Uma mulher que não está pronta para ter um filho pode escolher a técnica de congelamento dos óvulos para tentar preservar a sua capacidade de ter uma criança mais tarde, mas o congelamento não é uma garantia de poder ter um filho mais tarde;
  • Nem todo mundo é um candidato para o congelamento de óvulos;
  • Congelamento de óvulos normalmente funciona melhor para mulheres entre 20 e 30 anos e geralmente não é recomendado para mulheres com mais de 38 anos.