O que é Falência Ovariana Precoce (FOP)?

Quando os ovários da mulher deixam de trabalhar antes dos 40 anos, se caracteriza a Falência Ovariana Precoce (FOP). A Insuficiência prematura dos ovários afeta aproximadamente 1% das mulheres e algumas desenvolvem FOP ainda quando são adolescentes. Se isso acontecer, a adolescente nunca experimentará a função normal de seus ovários. A função ovariana inclui a produção de óvulos, bem como os hormônios, tais como estrógeno e progesterona.

 

Quando eu deveria suspeitar ter FOP?

A maioria das mulheres têm sintomas que estão normalmente estão associados à menopausa. Eles incluem calorões ou fogachos, secura vaginal, irritabilidade, suores noturnos e dificuldade para dormir. Períodos menstruais podem ser esporádicos ou parar completamente. Algumas mulheres podem nunca ter ciclos menstruais e pode não passar pela sequência normal da puberdade, já outras mulheres podem descobrir que têm insuficiência ovariana quando feitos testes de infertilidade, mesmo sem ter apresentado sintomas anteriormente.

 

Qual a causa da Falência Ovariana Precoce?

Em muitos indivíduos, a causa é desconhecida. Porém sabe-se que é mais frequente em algumas famílias e pode estar associada à doenças auto-imunes, incluindo as que afetam a tiróide e glândulas supra-renais. Outras causas podem ser genéticas como (síndrome de Turner e Síndrome do X Frágil). Além disso, ela pode ser ocasionada por tratamentos como a quimioterapia e a radioterapia.

 

Existe risco associados a FOP?

Além dos sintomas listados acima, os baixos níveis de estrogênio também podem torná-la mais propensa a desenvolver osteoporose e doenças cardíacas mais cedo. Mulheres com FOP podem também ser mais propensas a desenvolver depressão.

Aproximadamente 10% das mulheres com a falência vão conseguir a gravidez usando seus próprios óvulos, com ou sem alguma forma assistida do tratamento, embora a taxa global de fertilidade possa ser difícil de prever.

 

Como posso confirmar se tenho FOP?

Se você desconfia que possa ter FOP, você deve ir a um ginecologista especializado em endocrinologia reprodutiva. A falência pode ser diagnosticada por testes hormonais (hormônio folículo estimulante e os níveis de estrogênio).

Outros exames de sangue, como uma análise cromossômica (teste de sua composição genética) e síndrome do X Frágil mutação (FMR1) podem ser feitos para verificar se há causas genéticas e outras associações de doenças.

Se você acha que pode ter risco de desenvolver FOP no futuro, devido ao tratamento com radioterapia e / ou quimioterapia, converse com seu médico e um endocrinologista reprodutivo antes de iniciar o tratamento para discutir as opções para a preservação da fertilidade.

 

A FOP pode ser tratada?

Por causas não reversíveis da FOP não existe nenhum tratamento para reverter a falência ovariana. Para causas induzidas, como a radio e quimioterapia, a função ovariana pode retornar naturalmente ao longo do tempo.

Terapias hormonal e não hormonal poderão ser utilizadas para tratar os sintomas. Você deve falar com um médico sobre a melhor maneira de prevenir a osteoporose e doenças cardíacas.