O que é SOP?

A Síndrome dos ovários policísticos (SOP) é uma desordem reprodutiva comum, afetando entre 5% a 10% das mulheres em idade reprodutiva. As mulheres com SOP têm alguns sintomas que podem incluir ciclos menstruais irregulares, um aumento de pelos faciais e corporais, aumento de peso e infertilidade. O diagnóstico é feito em uma combinação de exames clínicos, laboratoriais e ultrassom.

 

Qual é a ligação entre SOP e anormalidades insulina / glicose?

Em torno de 70% das mulheres com a síndrome, têm diminuição da sensibilidade à insulina devido ao aumento de peso. Níveis mais elevados de insulina são necessários para manter os níveis de açúcar sob controle nestas pacientes. Estes altos níveis de insulina podem contribuir para a produção excessiva de hormônios masculinos (por exemplo, testosterona) e pode conduzir problemas com a ovulação.

Além de problemas reprodutivos, as mulheres com Ovários Policísticos têm uma maior chance de desenvolver problemas de saúde, tais como diabetes tipo 2 (não insulino-dependente), hipertensão e doenças cardíacas.

 

Como é que a resistência à insulina é diagnosticada?

A resistência à insulina pode ser diagnosticada com base em características clínicas, como um escurecimento da pele ao redor do pescoço e testes laboratoriais realizados em jejum. Se um paciente tem suspeita de possuir resistência à insulina, um teste de tolerância à glucose (GTT) pode ser feito para excluir diabetes.

 

Quais são as opções para tratar a resistência à insulina?

Perda de peso, melhoria da nutrição e exercício são muito importantes. A mudança de comportamento deve ser a primeira linha de terapia para uma mulher com excesso de peso e SOP.

Medicamentos aprovados pela Food and Drug Administration (FDA) para o tratamento da diabetes tipo 2 têm se mostrado promissores para o tratamento da síndrome de ovários policísticos. Estes medicamentos, conhecidos como agentes sensibilizadores de insulina, melhoram a resposta do organismo à insulina.

O agente de sensibilização à insulina que se portou como o melhor disponível em estudos realizados nos Estados Unidos para as mulheres com SOP foi a metformina. A metformina reduz os níveis de insulina circulante e andrógeno (hormônio masculino) e pode restaurar a ovulação normal em algumas mulheres com a síndrome. Porém, irritação gastrointestinal, especialmente diarreia e náuseas, são efeitos colaterais comuns. Estes sintomas geralmente melhoram depois de algumas semanas e podem ser reduzidos se a dose for aumentada lentamente.

Em mulheres obesas com SOP, especialmente aquelas com problemas de insulina e glicose, a cirurgia bariátrica pode ser um tratamento eficaz. Em alguns, a cirurgia pode reduzir significativamente a obesidade e reduzir ou eliminar a resistência à insulina. No entanto, alimentação adequada e exercícios ainda são necessários para resultados contínuos.